Follow by Email

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Project Sep7 - L'Exposition / Projecto Se7e - A Exposição - Paris


 Il manque une semaine pour la vernissage du Project Artistic Sept à Paris.
 6 Mars à La Maison du Portugal dans la Cite International Universitaire de Paris à 19h, avec une participation especial du Quatuor de Jazz Cicero Lee.
 Ne manques pas.
 Ici commence la tournee pour Sep7 pays.

 Falta uma semana para a inauguração do Projecto Artístico Se7e em Paris.
 6 de Março na Casa de Portugal na Cidade Internacional Universitária de Paris, às 19h, com o convidado especial Cicero Lee.
 Não faltem
 Aqui começa a viagem por Se7e paises.


domingo, 23 de fevereiro de 2014

Traditional Japanese Painting - the Beginning. Bamboos - Black and White / A Pintura Tradicional Japonesa - o Início. Bambus - A Preto e Branco


  According to the teacher of the workshop of Traditional Japanese Painting - Itsuyo Terumoto "Japanese painting is available to be executed."

   Aesthetic painting.
   Harmony, lightness and simplicity, performed by subtle movements through the total relaxation of the whole arm, essentially wrist.
   Painting taken stringent standards.
   Like everything in lifewe start this ancient artwith the basics. And here. the basic has one name - bamboo. Asian plant, already photographed several times by me, was even the subject of a watercolor.
   Here are the pictures of the early work.
   Work that gave me enormous pleasure to perform and hopefully constitute a visual delight for anyone to see them.


  Segundo a formadora do workshop de pintura tradicional japonesa - Itsuyo Terumoto "a pintura japonesa é acessível de ser executada".
  Pintura que previligia a estética.
  Harmonia, leveza e simplicidade, executada por movimentos subtis através do relaxamento total de todo o braço, essencialmente do pulso.
  Pintura feita de normas rigorosas.
  Nesta arte milenar, e, como tudo na vida, começamos pelo básico. E aqui o básico tem um só nome bambu. Planta asiática que já fotografei por diversas vezes e que inclusivé foi alvo de uma aguarela.
  Aqui ficam as imagens dos primeiros trabalhos.
  Obras que me deram um enorme prazer realizar e que espero constituam uma delícia visual para quem as ver.


Luís Reina


Bamboos I / Bambus I
Bamboos II / Bambus II 
Bamboos III/ Bambus III
Bamboos IV / Bambus IV 
Bamboos VI / Bambus VI 
Bamboos VII / Bambus VII 
Bamboos VIII / Bambus VIII





Acrescenta um Ponto ao Conto - O Livro


 2013 foi o ano que abracei publicamente uma nova arte - a escrita.
 Comecei com um artigo mensal no jornal on-line - Etc e Tal. Escrita de viagem. Escrita sobre algum do Património Mundial por mim visitado ao longo dos anos. Artigo inserido na rúbrica Diário de Bordo e que tem continuação em 2014, desta feita com o diário da minha viagem a esse país do extremo oriente que se chama - Coreia do Sul.
 Ainda em 2013 sou incentivado pelo meu amigo e escritor João Madeira a escrever para o projecto de escrita Acrescenta um Ponto ao Conto. Participo no segundo capitúlo do conto "A Morte dos Cipriotas". Em Março de 2014 é publicado o livro com o mesmo nome do projecto de escrita mencionado anteriormente. Livro onde além da minha participação como coautor de um dos contos, participo como pintor, dado que  a capa do mesmo é a imagem de uma das minhas aguarelas - "Caminho sem Fim".
 Aqui fica a foto desta publicação.

Luís Reina